212 215 306
913 080 555


Visite-nos!

Gravidez

O ideal passa por realizar um “check-up” antes de engravidar e efectuar todos os tratamentos dentários que sejam necessários e isto porque se já existirem previamente cáries, estas podem evoluir rapidamente devido ao maior número de refeições e à acidez da saliva quando há vómitos frequentes. As gengivas podem sangrar com facilidade pelas alterações hormonais.
Durante a gravidez estão ainda indicadas consultas de Higiene Oral a cada 3 meses.
Quando surge algum tipo de doenças orais, cáries, abcessos dentários, gengivite (hemorragia das gengivas) a grávida deve ser avaliada por um Médico Dentista de forma a decidir o tratamento indicado, de acordo com a fase da gravidez.
Estudos científicos mostram que o flúor que passa da mãe para o bebé é mínimo e não tem influência na dentição da criança. A mãe deve usar uma pasta fluoretada e se tiver tendência para cáries dentárias pode ainda usar um elixir com flúor mas a toma de flúor em comprimidos não está recomendado para grávidas.
Não, a gravidez não estraga os dentes. É um mito pensar que os bebés “roubam” o cálcio às mães. O cálcio dos dentes não é reabsorvido durante a gravidez, o que ocorrem são alterações nos hábitos alimentares da grávida que podem aumentar o seu risco de desenvolvimento de cáries.